Censo do Artesão
29/02/2016
(PL) Lei Espaço Artesanato São Paulo
29/02/2016

VOLUNTÁRIO ARTESÃO

Você já pensou em tornar-se voluntário? O voluntariado é constituído de um conjunto de ações sociais e comunitárias que visa contribuir para um mundo mais justo e com menos desigualdades. O trabalho voluntário não é remunerado: a recompensa que se recebe ao realiza-lo é o prestígio social e a satisfação de poder contribuir com pessoas menos favorecidas e dar a elas a oportunidade de uma vida um pouco melhor. Assim como todos os outros setores, este também tem evoluído com o passar do tempo, e atualmente tornou-se mais consciente e engajado. A maior parte do voluntariado é realizada através de ONGs, dentre as quais podemos destacar alguns setores em especial. E nós vamos focar em um específico: o Artesão Voluntário.

Se você tem talento para trabalhos manuais, ou até mesmo o utiliza para ganhar a vida (ou complementar a renda), que tal compartilhar o seu talento com o mundo e ainda ajudar outras pessoas através dele? Você sabia que você pode ser um artesão voluntário e oferecer a quem precisa um pouco mais de conforto e alegria, através de recursos financeiros e emocionais, a sua arte. E não é só isso: se artes manuais nunca foi seu forte, e você sente que não leva o menor jeito para o negócio, saiba que você também pode contribuir de outras formas com o voluntariado artesão.

Existem diversas feiras e exposições de artesanato, nas quais o voluntário pode atuar, ajudando nas vendas e explanações dos produtos, além de ajudar a realizar pesquisas relacionadas ao tema. Como se pode perceber, há muito que fazer quando o assunto é voluntariado ligado ao artesanato. As doações também são bem vindas e representam mais uma forma de ajudar na causa. Se você admira o trabalho artesanal e acredita até mesmo que esses profissionais precisariam ser mais valorizados, porém não tem as habilidades necessárias para tornar-se um artesão, não se sinta excluído e saiba que você também pode contribuir de outras formas com a causa.

O reconhecimento do artesão como um verdadeiro profissional representa um grande avanço, pois temos um histórico no qual apenas os grandes profissionais, como médicos, engenheiros e “doutores” eram reconhecidos. Hoje, a sociedade mudou e as formas de ganhar a vida também mudaram. Um artesão é visto como um artista que apresenta ao mundo o seu talento: como dizer que não se trata de um verdadeiro profissional? Apesar disso, ainda existe muito preconceito em torno da profissão, que ainda é vista por alguns como “coisa de quem não tem o que fazer”.

Por outro lado, há sempre pessoas dispostas a apoiar e ajudar como é o caso do voluntariado, que atua como forma de empoderamento de algo que há poucos anos atrás, estava longe de ser reconhecido e admirado. Algumas pessoas possuem talento nato para determinadas formas de arte, como é o caso do artesanato, e tudo o que precisam é de alguém para reconhecer o seu trabalho, além de encorajar o aprimoramento de talentos e técnicas, que o tornam mais belo a cada dia.

Fonte: REDE ALIANÇA

Post.: Ricardo Lima

Site: www.redealianca.com.br/blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *